Coord. Lutiere Dalla Valle

Captura de tela 2016 07 29 às 09.09.38

Bolsa de Iniciação FIPE/CAL -2016

Objetivo Geral: Explorar e propor a abordagem edu(vo)cativa do cinema enquanto potencia para a aprendizagem em diferentes contextos e níveis.

O Grupo de Estudos e Pesquisas Cinema e Educação (GECED), parte das experiências fílmicas como mote de seu processo de pesquisa, investigando-o como potencialidade pedagógica atrelando a arte, visualidade e ensino. O processo investigativo desenvolvido no grupo configura-se a partir do cinema como mobilizador de aprendizagens em variados âmbitos e contextos educativos, formais e não formais de ensino, onde cada membro propõe um enfoque particular em relação ao cinema e um enfoque de pesquisa.

Desta forma, há pesquisas que relacionam diferentes abordagens como: cinema e gênero, cinema e subjetividade, cinema e infância, cinema e educação, cinema e formação docente. Neste interim, desenvolve experimentações entorno do cinema enquanto dispositivo/disparador durante os processos formativos no contexto acadêmico, detendo especial atenção ao que prevê legislação no 13.006:

Acerca da projeção de filmes em escolas e como este está sendo pensado e articulado pelas instituições de ensino; e ainda, como os(as) docentes das artes visuais podem abordá-lo enquanto visualidade, obra

artística e/ou artefato cultural no que tange a sua potência pedagógica. Buscamos, portanto, relacionar educação, arte e cultura visual, como propõe

Hernández (2000), ao explorar as representações que os indivíduos constroem da realidade, a partir de suas experiências sociais, culturais e históricas, sendo um primeiro objetivo da educação para a compreensão da cultura visual. A proposta deste grupo é pautada pela diversidade de interesses para com as pesquisas, e ainda, em sua abordagem multi e transdisciplinar, tendo como marco teórico-metodológico as referências bibliográficas: “Investigación autobiográfica y cambio social” de Fernando Hernández y Montserrat Rifà; e “Imagens do desaprender- Uma experiência de aprender com o cinema” organizado por Adriana Fresquet, onde abordam diferentes possibilidades, formas de pensar e propor o cinema nos mais variados contextos de formação e aprendizagem.

Os encontros são mensais, com dinâmicas variadas onde há a partilha das leituras e das experiências para com as produções. Assim sendo, a trajetória investigativa vai sendo construída a partir da negociação coletiva, onde cada integrante contribui com o processo formativo, tendo como ponto de partida experiências personalizadas com as visualidades fílmicas.

“A exibição de filmes de produção

nacional, constituirá componente curricular complementar integrado à proposta pedagógica

da escola, sendo a sua exibição obrigatória por, no mínimo, duas horas mensais”, o

que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional.

 

INTEGRANTES: Indira Zuhaira Richter, Henrique Ribeiro, Priscila Baelz. Marieh Pompeo, Thais Oliveira, Warla Weide